A história de GUSTAVO PENNA

O menino que sempre repetia de ano em matemática, presenciou as construções da Pampulha em BH e a de Brasília e se tornou um dos maiores arquitetos do mundo. Engajado, criou, com Amílcar de Castro, as Oficinas Populares de Artes e Ofícios e teve sua obra elogiada por Carlos Drummond de Andrade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *